sexta-feira, 6 de maio de 2011



Senhor perdão, mas taparei meus ouvidos para suas orações.
Guerras e mais guerras, súplicas se confundem com gritos de dor, e tudo o que fazem é rezar. Perdão senhor, mas será o bastante?
Borboletas rastejam ao chão, pois o céu é cinza.
E tudo que eles fazem é pedir o seu retorno.
Crianças passam fome e sede, o que elas querem é o pão nosso de cada dia e não serem alimentadas por mais palavras. Querem o toque, querem o afeto, querem o aquecer de um teto e a oportunidade de verem seus reflexos limpos.
Como se não bastassem matam em seu nome, julgam e condenam uns aos outros ao inferno. Pagamos por uma mordida!
Esperam por milagres, mas cá estamos no purgatório, não é aqui o nosso ajuste de contas?
Lobos em pele de cordeiros se alimentam da boa fé, enquanto outros morrem à custa da mão estendida que nunca chegou.
Perdão pai, eles não sabem o que fazem.

6 comentários:

Fábio Mariz disse...

Oie Sou Fábio Mariz do BLOG => Mariz.Moda , olhando aqui uns blogs, encontrei o seu, adorei assim que vi seu blog e já estou seguido, visite o nosso e seja um seguidor.

#ABRAÇOS

(http://www.marizmoda.blogspot.com)
Siga-nos no twitter:
@FabioMarizReal & @MarizModa

Felipe Costa disse...

Eles não sabem... Não mesmo.

Fernand's disse...

a perversidade humana é mesmo infinita.

Nanda Oliveira disse...

Como Jesus pregava? Não só com os lábios, mas com o coração. Curando, perdoando, salvando, se sacrificando pelo mundo. Quem com fome vai querer ouvir que Deus alimenta a alma dos famintos? E o Senhor diz que devemos alcançar as pessoas em sua totalidade. Não só falando do amor de Cristo, mas demonstrando através da solidariedade também.

Bjoo

Manuella Braga disse...

Tem um selo de qualidade pra você no meu blog!
Adoro tudo isso aqui, parabéns.

Renata Pessoa disse...

Impactante esse texto!